domingo, 9 de outubro de 2011

As canções dos meus dias | Dead Combo

"Porque os meus dias necessitam de uma banda-sonora que faça suportar algumas das angústias que os atravessam. Ou simplesmente porque o meu dia foi um daqueles dias que irei recordar mais tarde, e me lembrarei da música que estava a passar naquele ínfimo momento de felicidade inocente." 

Este é o texto de apresentação de  As canções dos meus dias, um dos blogues que eu sigo e que eu recomendo a visitar e a ficar por lá, porque é um espaço muito bonito; e ouvir as canções que por lá passam, porque os "nossos" dias necessitam de uma banda sonora que faça suportar algumas das angústias que os atravessam, ou, simplesmente porque o "nosso" dia foi um daqueles dias que iremos recordar mais tarde, e "nos" lembraremos da música que estava a passar naquele ínfimo momento de felicidade inocente.

Desculpem-me os contribuidores de As canções dos meus dias, Girl Afraid e Nuno Gurosan, por ter usurpado este bonito texto e "nos" termos incluído nesta  forma de sentir a música. Partilho a última "canção".




"Que perfeito coração...
no meu peito bateria
Meu amor na tua mão
Nessa mão onde cabia...
perfeito, o meu coração."

excerto do poema de Alexandre O' Neill, Gaivota

2 comentários:

Nuno Guronsan disse...

Obrigado pelas simpáticas palavras e posso já afirmar que também estas Estações passarão a fazer parte do meu "itinerário".

Felicidades!

As Estações do Ano disse...

Será sempre bem vindo!